ALMS presta homenagem às educadoras que atuam na Escola Bíblica Infantil

A solenidade, proposta pelo deputado estadual Antônio Vaz, reuniu vários membros da Igreja Universal do Reino de Deus
19/08/2019 – 20:27 Por: Heloíse Gimenes   Foto: Luciana Nassar

Educa a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele. Essa é uma instrução bíblica contida em Provérbios 22.6. Para muitos pais, investir na educação cristã desde a infância é fundamental na formação dos filhos. Jesus dedicou um terço do seu ministério ao ensino e a igreja busca seguir este exemplo. A Escola Bíblica Infantil (EBI) da Universal do Reino de Deus tem sido um instrumento para disseminar o Evangelho. Na noite desta segunda-feira (19), a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul prestou homenagem a pessoas que exercem o magistério da Palavra de Deus.

“Os pais não estão sozinhos nesse desafio chamado educação de filhos. As professoras da Escola Bíblica Infantil ensinam a criança a pensar biblicamente dentro e fora de casa. A expectativa é formar um exército de crianças intercessoras, que amam a Jesus de todo coração e buscam viver em santidade diante da realidade dos dias atuais”, disse o proponente da solenidade, deputado Antônio Vaz (PRB).

Priscila de Paula destacou a importância da EBI

Segundo a pedagoga Priscila de Paula Gonçalves, enquanto os pais assistem ao culto, as crianças participam das aulas conforme a faixa etária. “Ensinamos a Palavra de Deus de forma lúdica e também damos suporte aos responsáveis. Diante dos problemas da vida, como, por exemplo, a depressão, as educadoras mostram na Bíblia que existem soluções e elas estão em Deus. Eu sofri bullying quando pequena e fui ensinada na igreja que tenho valor para o nosso Pai Celestial. Sou testemunha da importância da Escola Bíblica para a vida de uma criança”, afirmou.

O pastor Jardel dos Santos também fez um relato sobre sua experiência como aluno da EBI. “Agradeço os ensinamentos que tive, pois eles me tornaram o homem que sou. Hoje, como coordenador da Força Jovem, percebo que os adolescentes que passaram pela EBI são mais fáceis de lidar, são pessoas mais confiantes e seguras”. 

Cintia Carolina Barreto (Moreninha), Cirila Lopes da Cruz (São Conrado), Dayana de Jesus Ferreira (Coronel Antonino), Débora Sandim de Oliveira Brasilino (Nova Lima), Edileuza de Oliveira Chaves Caballero (Mata do Jacinto), Jurema Oliveira Gondim (Tiradentes), Mara Regina Batista da Silva (Catedral), Maria Fernanda Oliveira Reis de Almeida (Manoel da Costa Lima), Marcelucia da Silva Moreira Melo (Catedral), Maria Aparecida Soares do Espirito Santos (Júlio de Castilho), Maria Aparecida Pereira do Amaral (Catedral), Mayara Letícia Magalhães Cezário (Aero Rancho), Nadia Jara Canteiro Aguilar (Jardim Mato Grosso), Nilza Rabelo Ferreira (Catedral), Rosana de Almeida Gomes (Universitária) e Silva Alves (Catedral) foram as homenageadas da noite.

Marcelucia Melo falou em nome das homenageadas

“Toda honra e toda glória são para o Senhor. Nosso trabalho é voluntário, recebemos crianças que vêm de lares acolhedores quanto de lares não tão saudáveis. Na EBI, elas encontram carinho e são ensinadas a crescerem com os princípios bíblicos. Plantamos nelas a semente e assim, quando se tornarem adultas, serão cidadãos melhores, cheios de amor ao próximo”, falou a educadora Marcelucia, em nome das homenageadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *